Recomeça… se puderes, sem angústia e sem pressa e os passos que deres, nesse caminho duro do futuro, dá-os em liberdade, enquanto não alcances não descanses, de nenhum fruto queiras só metade.

Miguel Torga
  • Horizonte

    Olhar e ver Em dias longos Cheios de tudo e de nada Com histórias reais Mundo paralelos Pensados em galáxias distantes Mas tão perto O amanhã que chega Será melhor para quem vem E nunca igual para quem está As rugas ganham expressão por momentos vividos por outras vidas Pesos pesados Que deixamos mais leves…

  • Podia ser um texto qualquer

    Como são todos. Uns com mais ou menos letras ou pensares. Mas sempre com vontades, aspirações, mágoas ou angústias. Hoje é apenas um que deixa, ao de leve, transparecer, que me aborrecem as pessoas. Apesar de gostar de pessoas, detesto pessoas.

  • Inquietude

    Palavra sentir que aborrece. Não tem passado nem futuro. Apenas um instante que não é mais que um turbilhão. Um mar revolto que prende os membros e tolda pensamentos. Espera-se que passe. E passa.

  • Fado

    Reconheço cada grão de areia como se fosse meu. Em cada um deles uma memória, uma história. Era ali que poetizava cada momento. As vagas e as marés, vivas ou planas, eram quem me pedia poesia. E eu perguntava, no melhor dos meus poemas: Que te ditam os meus versos Quando me pedes para te…

  • Ruminar de pensamentos

    Voltas e voltas Num tempo estranho Em que é fácil falar Mas saber que, com treino, é fácil fazer.

  • É simples

    Está tudo bem Não estando Estou a curar-me Mas ao mesmo tempo magoada Tenho muitas pessoas Mas simultaneamente há a solidão Não quero atenção Mas dói não repararem Ou reparam mas não dou espaço Sou suficiente para todos Mas incompleta e insuficiente para mim